© 2017 por Kikuti

Ioga ou Yoga?

योगश्चित्तवृत्तिनिरोधः ou yogaś-citta-vr̥tti-nirodhaḥ quer dizer "yoga é a cessação das vibrações mentais". É o segundo aforismo do Yoga Sutra, escrito por Patañjali há uns 1500 anos.  Essa frase, apesar de falar sobre uma das etapas mais importantes para o atingimento da iluminação não é, nem de longe, uma descrição digna e justa para descrever o todo dessa que é uma das mais belas filosofias a que o homem já teve acesso. Yoga é mais do que isso, assim como é também muito mais do que uma série de posturas estranhas e contorcionistas. Yoga é união, união do bem com o mal, união do corpo com o espírito, união nossa com o mundo que nos cerca, união do profano com o sagrado. Yoga é um estilo de vida, é uma escolha e, acima de tudo, é a consciência de que, em essência, somos um com a natureza e com Deus.

Surgida na Índia há mais de 5000 anos, essa filosofia fala do absoluto, não de um absoluto lá fora, no céu ou no espaço distante, mas de um absoluto que permeia todo o universo e que deve ser buscado dentro de nós, no lugar mais escondido e secreto de nossa alma.

O Yoga nos ensina que, ao contrário do nosso corpo, que é mortal e corroído pelo tempo, nós somos, por natureza, imortais e perfeitos. Doença, morte, fome, raiva e estresse são apenas aspectos ilusórios projetados por nossa mente em uma tela ilusória, como a tela de um cinema.

Nossa vida é apenas um sonho, uma ilusão. O que pensamos ser real é ilusão e o que pensamos ser ilusão é real. Se pudéssemos enxergar com clareza a realidade das coisas, tudo o que nos cerca, todos os corpos, todos os objetos, tudo o que é material, tudo isso se desmancharia bem diante de nós e desapareceria. Em seu lugar, poderíamos ver a maravilhosa realidade do Ser.

Por muitos caminhos diferentes, o Yoga nos leva a esse conhecimento de realidade, que sempre esteve à nossa disposição, mas esquecido e ofuscado pelo véu da ilusão de maya. O Yoga oferece 7 caminhos para a iluminação - ou samādhi:

 

- Rāja Yoga

- Kundalini Yoga

- Bhakti Yoga

- Jñāna Yoga

- Mantra Yoga

- Karma Yoga

- Hatha Yoga

Este último é o mais conhecido por nós, ocidentais. É o Yoga das posturas, aquele em que as aulas mais se parecem com um festival de contorcionismo. E esta divisão tem ainda muitas linhas contemporâneas, como por exemplo o Ashtanga Vinyasa Yoga, Iyengar Yoga, Power Yoga, Bikram Yoga, Hot Yoga etc. Todos, entretanto, são apenas variações do Hatha Yoga.

No Hatha, exercícios de controle de prāṇā, posturas físicas e limpezas são usados, juntamente com a parte filosófica, para conduzir o praticante em seu caminho de evolução.

No momento, não estamos oferecendo práticas de yoga.

Namaste!